A gravidez é um dos períodos mais sensíveis da sua vida e é da máxima importância para a sua saúde e do seu bebé saber o que pode e não pode comer. Conhecer o que tem de evitar é tão vital como seguir uma dieta saudável! Há vários alimentos que trazem um risco acrescido de intoxicação alimentar e outros que contêm certas toxinas que deve evitar durante a gravidez.

Estes conceitos podem parecer complicados, mas procuramos torná-los mais acessíveis criando uma lista de alimentos que é preferível evitar, em caso de dúvida:

  • • Ovos crus e mal cozinhados
  • • Peixe com elevado teor de mercúrio, nomeadamente espadarte, espadim, atum, cavala, olho-de-vidro-laranja
  • • Rebentos crus nomeadamente rebentos de alfalfa, rabanete e feijão mungo
  • • Produtos não lavados ou pré-preparadose
  • • Carne ou peixe crus, fumados ou pré-cozinhados
  • • Produtos com fígado, incluindo patés
  • • Carnes processadas e pré-cozinhadas, nomeadamente salames, presunto, frango de churrasco
  • • Leite não pasteurizado e produtos lácteos como queijos
  • • Queijos de pasta mole, nomeadamente brie e camembert, e queijo de pasta azul

Cafeína e álcool

O consumo de álcool durante a gravidez pode ser nocivo a longo prazo para o seu bebé, pelo que o nosso conselho é não consumir álcool.

Elevados níveis de cafeína aumentam o ritmo cardíaco do seu bebé, o que pode provocar baixo peso à nascença e até mesmo abortos espontâneos no início da gravidez. Infelizmente, esta recomendação abrange café, refrigerante (cola), chá e chocolate!
Sugerimos que não tome mais de 200 mg por dia, e por isso aqui está um guia útil:

  • Chávena de café instantâneo = 100mg
  • Chávena de café de filtro = 140 mg
  • Chávena de chá preto = 75 mg
  • Lata de cola = 40 mg
  • Lata de bebida “energética” = 80 mg
  • Chocolate de leite 50 g = 25 mg (o chocolate negro contém cerca de duas vezes mais cafeína)

Leave a Replylascia un commento