O seu filho passou agora para refeições pequenas e regulares e senta-se à mesa consigo. Contudo, parece que há mais comida no chão do que na barriguinha ou no prato! Não se preocupe demasiado com isto, lembre-se de que não foi ele que causou toda aquela confusão de propósito; ele demora algum tempo a desenvolver as aptidões motoras necessárias para usar devidamente os talheres.

Se ele atirar comida para o chão, é preferível ignorar e apanhar tudo no final da refeição. Seja paciente e calma, não entre em pânico se ele não comer ou não terminar a refeição, pois ele sabe muito bem quando está saciado. E não se esqueça de que é mais importante saber o que é que ele comeu, e como, ao longo de uma semana do que em apenas um ou dois dias.

Apresentamos de seguida algumas sugestões úteis para estes momentos

  • A marcação de horários regulares para as várias refeições contribui para estabelecer uma rotina, o que é muito importante para as crianças mais novas. Procure não marcar refeições para antes da hora de dormir porque é muito provável que o seu filho esteja muito cansado e desinteressado.
  • Organize três refeições regulares durante o dia e lanches 2-3 vezes por dia. Bolos de arroz, fruta, iogurte, bolachas, cubos de queijo ou uma pequena sanduíche são algumas das ideias para lanches.
  • A água é a melhor bebida que se pode dar a uma criança entre refeições, assim não se enchem de sumos (se lhe der sumo às refeições tenha o cuidado de o diluir bastante, dado que contém muito açúcar, que faz mal aos dentes da criança).
  • Coma com o seu filho sempre que puder. E seja um bom exemplo: não passeie pela casa enquanto come se pretende que ele fique sentado à mesa. Ver que a mãe come uma variedade de alimentos é um encorajamento para o seu filho experimentar coisas novas..
  • Deixe-o comer sozinho se ele quiser fazê-lo, dessa forma é provável que coma mais.
  • Os alimentos cortados em tiras são mais fáceis de comer com as mãos, em vez de utilizar faca e garfo.
  • Reduza o número de distrações desligando a televisão.
  • É preferível não o subornar nem implorar-lhe que coma, pois só vai reforçar a luta de poder.
  • Dê-lhe pratos e copos inquebráveis.
  • Não se esqueça de o elogiar se tiver um bom comportamento à mesa.

Envolva o seu filho

O seu filho está a crescer e a definir a personalidade e os gostos, por isso é importante, nesta altura, perguntar-lhe o que é que gostaria de comer.
Envolver o bebé na compra e preparação dos alimentos é divertido, e ela gostará de fazer algumas escolhas fáceis.
Dê-lhe sempre escolhas simples como entre fiambre ou queijo, ou entre massa ou arroz, porque o bebé ainda é pequenina e grandes decisões são demasiado complicadas para ela.
Sugerimos que jogue alguns jogos no supermercado; peça ao seu filho para descobrir vários tipos de legumes que ele poderá querer comer mais tarde, como tomates ou cenouras.

Leave a Replylascia un commento