Agora que o calor veio para ficar, é imprescindível que os nossos pequenitos tenham sempre uma boa hidratação, pois a necessidade que têm de água é bastante maior que a dos adultos.

O peso corporal de um lactante é 70% água. Por isso, ao terem mais que os adultos (50-60%), têm que tomar diariamente 10-15% do seu peso total de água, pois têm mais probabilidades de sofrer uma desidratação que vai ter consequências importantes na sua saúde.

Hoje, os ensinamos-lhe tudo o que precisa saber sobre a hidratação dos bebés. Com estas temperaturas tão altas, é muito possível que os seus níveis de líquidos no corpo reduzam consideravelmente, e devemos fazer tudo o que está ao nosso alcance para compensar esta perda.

Que quantidade de água devem beber?

No caso dos adultos, a água representa 50-60% do nosso peso corporal, enquanto que nos bebés com menos de dois anos esta percentagem sobe aos 70-80%. Os pequenitos, portanto, têm que beber mais água que nós ao longo do dia.

O ideal para que os bebés estejam bem hidratados é que bebam água, aproximadamente, a cada duas horas, ainda que no entanto não sintam sede.

Outra forma de calcular esta quantidade diária é através do seu peso: 55 mililitros por cada quilo, por isso se o nosso bebé pesa 13 quilos, por exemplo, deverá beber 715 mililitros diariamente.

Por outro lado, a Agência Europeia de Segurança Alimentar considera que as quantidades de água que os bebés devem consumir são estas: 100-190 mililitros (0-6 meses), 800-1.000 mililitros (6 meses-12 meses) e 1.100-1.200 mililitros (1-2 anos).

Atenção! O bebé também se hidrata através dos alimentos que consome, pois estes também contêm água, sobretudo as verduras e as frutas, entre outros.

E se o bebé é alimentado com leite materno?

Se o nosso bebé é lactante, não deve beber água mineral durante os primeiros seis meses, isto é, quando se alimenta exclusivamente com leite materno, segundo as recomendações da Organização Mundial de Saúde. Assim como não deve consumir outro tipo de bebidas. Só beber o leite da mãe.

O leite materno conta com 90% de água na sua composição, pelo que não é necessário que consuma outro tipo de bebida. Para além disso, o leite materno conta com os nutrientes necessários para cobrir as necessidades dos mais pequenos.

E o que fazemos quando estiver muito calor? Devemos oferecer ao bebé o peito mais vezes já que, como comentávamos no início deste post, os seus níveis de líquidos no corpo reduzem consideravelmente devido ao suor, pelo que devemos compensar essa diminuição.

Quais são os melhores alimentos para a hidratação?

Se o nosso bebé já não se alimenta exclusivamente de leite materno, devemos ter em conta uma série de alimentos que nos ajudarão na tarefa de hidratar o bebé.

Como é de esperar, beber água é a forma de hidratação mais adequada, seguida das hortaliças e as verduras – estas contêm um alto nível de água, assim como de vitaminas e minerais, entre outros – e dos produtos lácteos.

Que benefícios tem uma boa hidratação?

Uma hidratação correta ajuda a que a transferência dos nutrientes para as células se realize mais facilmente, assim como a eliminação dos excessos através do suor, das fezes e da urina.

Para além disso, se os bebés estão desidratados, as suas articulações e tendões estarão mais bem lubrificados, pelo que as possibilidades de sofrer problemas musculares, articulares e respiratórios serão reduzidas.

E que consequências tem a desidratação?

Há diversos motivos que podem dar origem à desidratação do bebé:

  • Não consome os líquidos suficientes
  • Tem diarreia ou vómitos.Nestes casos, a perda de água é oito vezes superior ao normal, pelo que devemos oferecer-lhes mais água e sais minerais através de uma solução de desidratação oral.
  • Sua de forma excessiva, especialmente quando as temperaturas são altas. Se ultrapassarmos os 30ºC, a sudoração é três vezes superior à habitual.

Seja como for, as suas consequências podem ser gravíssimas para a sua saúde, pelo que devemos estar muito atentos. Os principais sintomas de desidratação são os seguintes:

  • Secura dos lábios e boca
  • Olhos afundados
  • Pele seca e pálida
  • Elevado número de horas sem urinar e fezes secas
  • Cansaço e debilidade general

Compartilhe com seus amigos!

Leave a Replylascia un commento